Projeto desenvolve análise de dados de sequenciamento em larga escala de genoma e transcritoma de plantas

O projeto “Desafios para conservação da biodiversidade frente às mudanças climáticas, poluição e uso e ocupação do solo (PDIP)”, realizado no Instituto de Botânica, oferece uma Bolsa Fapesp de Pós-Doutorado em biologia molecular e bioinformática. O prazo de inscrição termina em 15 de abril de 2020.

O bolsista desenvolverá projeto de pesquisa na área de biologia molecular de plantas, com ênfase nas análises de dados de sequenciamento em larga escala de genoma e transcritoma de plantas.

A abordagem sugerida no projeto envolve o sequenciamento, montagem e anotação de genomas e transcritomas completos de duas espécies, em respostas a fatores ambientais predefinidos.

O candidato deve ter doutorado na área de genética vegetal, biologia molecular de plantas, bioinformática ou áreas afins, com título obtido há menos de sete anos. Ele também deve ter amplo conhecimento e experiência prática em técnicas de biologia molecular, análises de expressão gênica e análise de dados de sequenciamento NGS.

Experiência com ferramentas de bioinformática e conhecimento em linguagem de programação são desejáveis e serão considerados diferenciais. As credenciais do candidato para a vaga devem ser comprovadas por publicações anteriores em revistas especializadas.

Os interessados devem enviar carta de interesse, súmula curricular no modelo Fapesp, link para o currículo Lattes e duas cartas de recomendação para o e-mail da pesquisadora principal da oportunidade, Marília Gaspar ([email protected]), com o assunto “PD_Biologia Molecular/Bioinformática”.

Mais informações sobre a vaga aqui.

A oportunidade de pós-doutorado está aberta a brasileiros e estrangeiros. O selecionado receberá Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP no valor de R$ 7.373,10 mensais e Reserva Técnica equivalente a 15% do valor anual da bolsa para atender a despesas imprevistas e diretamente relacionadas à atividade de pesquisa.

Caso o bolsista de PD resida em domicílio fora da cidade na qual se localiza a instituição-sede da pesquisa e precise se mudar, poderá ter direito a um auxílio-instalação. Mais informações sobre a Bolsa de Pós-Doutorado da Fapesp estão disponíveis aqui.

Compartilhe: