Esclarecimentos

Contraindicação da vacina

O imunizante (único disponível no mundo) utilizado na vacina pode causar problemas a quem nunca foi infectado pelo vírus da dengue.

Os pacientes que nunca tiveram dengue podem desenvolver quadros mais graves se tomarem a vacina e, depois, forem picados pelo mosquito.

Atenção: A vacinação não causa a doença.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que o paciente realize um teste confirmatório antes da aplicação da vacina. A imunização deve ocorrer apenas quando existe confirmação de que o paciente já foi exposto ao vírus.

A resposta imunológica dos indivíduos soronegativos a vacina é baixa, não chegando a proteção acima de 35%. Portanto, a vacina não é recomendada para pacientes que nunca tiveram dengue.

Uso apenas em indivíduos entre 9 e 45 anos

A vacina foi registrada com a indicação de prevenção da dengue causada pelos sorotipos 1, 2, 3 e 4 do vírus em indivíduos dos 9 a 45 anos de idade. Não existe estudos comprovando boas respostas em pacientes com idade inferior a nove anos e acima de 45 anos. Para crianças com menos de nove anos, o risco de complicações mais sérias ainda não foi determinado e para aqueles com mais de 45 anos de idade, não há dados suficientes para garantir a segurança da vacina.

Esquema de vacinação

A vacina é recombinante e atenuada e deve ser aplicada por via subcutânea. O esquema de vacinação primária consiste de três doses a serem administradas em intervalos de seis meses. Somente após um ano, pode ser realizado o teste confirmatório de imunização pelos anticorpos.

Relação benefício-risco em subpopulação de indivíduos soropositivos

Estudos indicaram benefício maior em indivíduos com exposição prévia ao vírus da dengue. Após cinco anos da administração da vacina, permanece positivo o benefício da vacinação em indivíduos previamente soropositivos.

Fonte: Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) – Nota Informativa: Vacina Dengue Dengvaxia®:

Disponível aqui.

Teste confirmatório

A ECO Diagnóstica possui o kit ECO F Dengue IgG/IgM, um teste rápido qualitativo para a detecção e diferenciação de anticorpos IgG e IgM contra o vírus da dengue em amostras de soro, plasma ou sangue total venoso e capilar.

O resultado é liberado com Índice de Corte (COI) para avaliar o nível de infecção do paciente e são analisados somente pelos equipamentos ECO Reader F100, F200 ou F2400, retirando qualquer dúvida na leitura.

O COI permite avaliar a elevação do valor de IgG e diferenciar se a infecção é primária ou secundária, tornando o teste de extrema importância, e altamente sensível, para ser utilizado antes da vacinação.

Utiliza metodologia fluorescência com marcador Európio, proporcionando alta sensibilidade e estabilidade nas leituras.

O kit foi validado pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS/FIOCRUZ) consolidando valores de 99,2% de sensibilidade (n=280) e 98,4% (n=123) de especificidade para IgG/IgM.

Para mais informações: (31) 3653-2025 / [email protected]

Tags:

dengue, ECO Diagnóstica, imunizante, kit ECO F Dengue IgG/IgM, vacina

Compartilhe: