A Diasorin oferece o teste de Clostridium difficile nas versões GDH e Toxinas A&B para os sistemas de Quimioluminescência Liaison® e Liaison® XL

O Clostridium difficile, também conhecido como C. difficile, é uma bactéria anaeróbia que pode infectar o intestino de pacientes em uso de altas dosagens de antibióticos, sendo a principal causa de diarreia hospitalar associada a pacientes idosos e de longa permanência hospitalar.

As infecções por C. difficile são desagradáveis e podem causar sérios problemas intestinais podendo levar o paciente a óbito, embora haja antibioticoterapia apropriada para tratar esta infecção.

A Diasorin oferece o teste de Clostridium difficile nas versões GDH e Toxinas A&B para os sistemas de Quimioluminescência Liaison® e Liaison® XL, permitindo padronização, agilidade e ótimo custo benefício na realização do exame.

Liaison® C. difficile GDH

A Glutamato Desidrogenase (GDH) é uma enzima produzida por todas as cepas de C. difficile, sendo um antígeno altamente sensível à presença destas bactérias devido à sua prevalência e estabilidade nas fezes.

A determinação de GDH é recomendada como um método de triagem preliminar na maioria dos algoritmos diagnósticos. O seu alto Valor Preditivo Negativo (NPV) torna a ferramenta ideal para a triagem de amostras negativas.

Liaison® C. difficile Toxins A&B

O Clostridium difficile é um bacilo gram positivo formador de esporos que produz duas exotoxinas: toxina A e toxina B. Essas toxinas são responsáveis pela diarreia e inflamação observadas em pacientes infectados. Toxina A é uma enterotoxina que pode causar danos extensos na mucosa e é um ativador de mastócitos e neutrófilos, que desencadeiam mediadores inflamatórios. A toxina B é uma citotoxina conhecida por causar alterações morfológicas nas células da cultura de tecidos.

Mais informações:
[email protected]

Tags:

bactéria, Clostridium difficile, DiaSorin, Glutamato Desidrogenase (GDH), Quimioluminescência Liaison® e Liaison® XL

Compartilhe: