Com vitória em licitação do Ministério da Saúde, empresa viabiliza diagnóstico da doença, cujos casos confirmados no Amazonas chegam a mais de 1,6 mil

Na parceria com o Governo Federal, a Euroimmun é responsável pelo abastecimento dos Lacen com os produtos, bem como oferecer todo o suporte técnico às equipes que os manipulam

A Euroimmun Brasil, empresa de origem alemã para soluções em diagnóstico, foi a escolhida, via processo licitatório, pelo Governo Federal para munir os Laboratórios de Referência Nacional (Lacen) instalados em todo país com testes para detecção de sarampo. Com casos de surto da doença em regiões como o Amazonas, que apresentou até o momento mais de 1,6 mil casos confirmados e cerca de 7,8 mil em investigação, a solução da Euroimmun auxilia no processo de medidas de controle de forma imediata, em condições de fornecer respostas rápidas para a tomada de decisão e o controle de casos suspeitos ou confirmados de sarampo com notificação, investigação e bloqueio oportunos, de forma a manter a ausência de casos autóctones de sarampo.

Apesar do surto da doença no Amazonas e do alto número de casos em Roraima (301 casos confirmados e 74 suspeitos), os casos de morte por sarampo são mantidos em oito no total em todo o Brasil – quatro em cada um dos dois estados da região norte. “Estamos falando de vidas e, para o tratamento assertivo, o diagnóstico é fundamental. A Euroimmun investe constantemente em inovação e tecnologia para o desenvolvimento de testes de doenças autoimunes, infecciosas, alérgicas e genéticas justamente para que as pessoas possam combatê-las e obterem a melhor qualidade de vida possível”, destaca Gustavo Janaudis, CEO da Euroimmun Brasil.

Na parceria com o Governo Federal, em licitação aberta pelo Ministério da Saúde, a Euroimmun é responsável pelo abastecimento dos Lacen com os produtos, bem como oferecer todo o suporte técnico necessário às equipes que os manipulam. Além do sarampo, a empresa fornece testes para diagnóstico de parvovírus, zika vírus e chikungunya.

Tecnologia

Os testes de Elisa apresentam o Certificado de Qualidade para validar as amostras de acordo com a variação de valores expressos

Os testes de sarampo da Euroimunn são desenvolvidos a partir da técnica Elisa, na qual antígenos puros da doença envolvem a microplaca – se a amostra for positiva, os anticorpos (IgM ou IgG) diluídos no soro se ligam aos antígenos e passam a ser visíveis por uma alteração de cor. A intensidade da cor produzida é proporcional à concentração de anticorpos na amostra.

Os testes de Elisa da Euroimmun apresentam o Certificado de Qualidade para validar as amostras de acordo com a variação de valores expressos. Para o anticorpo IgM, os testes de sarampo apresentam especificidade (pessoas que não possuem a doença) de 98% e sensibilidade (casos confirmados) de 100%, enquanto para o IgG a especificidade e sensibilidade são de 100%.

Tags:

Elisa, Euroimmun Brasil, Laboratórios de Referência Nacional (Lacen), sarampo

Compartilhe: