Confira no artigo a importância da sanitização regular

O Purelab Chorus é um sistema de baixo volume. Foi projetado com um mínimo de tubos internos, componentes e um sistema UV de alta eficiência e, como tal, a área para a acumulação de biofilme é reduzida

Depois que as impurezas químicas orgânicas e inorgânicas são removidas, o crescimento bacteriano ainda pode ocorrer, apesar do fato da água muito pura proporcionar um ambiente extremamente rigoroso, com o mínimo de nutrientes. As impurezas restantes, os materiais de construção em contato com a água pura e os restos de bactérias mortas podem atuar como fontes de alimento. Se esse crescimento bacteriano não for minimizado, poderá causar problemas na pureza da água necessária, o que pode afetar os resultados das análises.

As próprias bactérias não são o único problema. Elas também produzem endotoxinas e nucleases. Endotoxinas são fragmentos da membrana celular que são liberados durante o metabolismo das células bacterianas e quando essas células morrem. Elas podem causar séria interferência em muitas técnicas de laboratório nas quais a água, e os reagentes preparados, entrarão em contato com DNA ou RNA e podem ser afetados por nucleases na água.

O interior da maioria dos sistemas de purificação de água consiste em longos trechos de tubos, conectores, reservatórios e filtros que possuem uma grande área de superfície para o crescimento de bactérias. Por isso, um regime de desinfecção é recomendado como parte do programa de manutenção. Isso é essencial para a maioria dos sistemas de purificação de água, para minimizar o acúmulo de partículas, biofilmes, microrganismos e subprodutos bacterianos.

Os produtos Elga Veolia são projetados para garantir que todas as partes úmidas sejam desinfetadas o mais facilmente possível. Muitos dos sistemas do mercado utilizam como única opção, tabletes de cloro de dissolução rápida e um procedimento de desinfecção previamente programado. No entanto, a empresa reconhece a inconveniência e limitações envolvidas neste procedimento crucial de manutenção.

Por que pode-se sanitizar o Purelab Chorus com menos frequência?

O Purelab Chorus é um sistema de baixo volume. Foi projetado com um mínimo de tubos internos, componentes e um sistema UV de alta eficiência e, como tal, a área para a acumulação de biofilme é reduzida. Os filtros disponíveis no ponto de uso demonstraram sua capacidade de fornecer o controle bacteriano e de endotoxina necessário, quando usados ​​adequadamente.

As bactérias continuarão a crescer dentro de qualquer sistema de purificação de água; portanto, principalmente nas aplicações nas quais os microrganismos preocupam, é importante monitorar e desinfetar a unidade para impedir que a concentração de bactérias atinja níveis que afetem a eficiência do filtro do ponto de uso.

O Purelab Chorus utiliza um procedimento de saneamento exclusivo e fácil de usar, que é solicitado com menos frequência (uma vez por ano).

A desinfecção é fácil e rápida no Purelab Chorus. É um procedimento simples que limpa todas as partes úmidas da unidade, incluindo o reservatório e o ponto de distribuição. O agente desinfetante é fornecido em um cartucho exclusivo e seguro, o que significa que não é necessário solicitar, manusear ou misturar produtos químicos agressivos. O cartucho de higienização é colocado no lugar do cartucho de purificação. O procedimento de desinfecção pode ser simplesmente selecionado no display e não gera nenhum resíduo químico perigoso, uma vez que o desinfetante é absorvido e neutralizado dentro do próprio cartucho de desinfecção.

Tags:

água muito pura, análises, crescimento bacteriano, Elga Veolia, Purelab Chorus

Compartilhe: