O efetivo monitoramento do Risco de Trombose com o ensaio Innovance D-Dímero: sem interferência ao Fator Reumatoide e Alto Valor Preditivo Negativo

Na literatura, vários estudos concluem que indivíduos que realizaram a dosagem do Dímero-D quantitativo obtiveram uma ação preventiva eficaz

Doenças cardiovasculares sempre preocuparam o brasileiro, no entanto, as atenções costumam se voltar apenas para o coração, deixando de lado a saúde das veias, artérias e até mesmo do sangue. A falta de informação a respeito das demais patologias que acometem o sistema circulatório, tem feito mais vítimas a cada ano. No último levantamento realizado pelo Ministério da Saúde, apenas em 2013, 42 mil pessoas morreram em decorrência de um Acidente Vascular Cerebral (AVC).

O que pouca gente sabe é que tanto o AVC quanto a Embolia Pulmonar (EP) podem ser causados por uma trombose, ou seja, quando um trombo se forma nas veias do organismo e bloqueia o fluxo sanguíneo. No entanto, a origem de todos esses problemas está no coágulo sanguíneo, responsável pela morte de uma pessoa a cada 37 segundos no mundo, de acordo com a Associação Americana do Coração (AHA).

O diagnóstico rápido é essencial para definir o tratamento mais adequado e prevenir sequelas. O paciente que tem predisposição à formação de coágulos tem o benefício da disponibilidade do uso de anticoagulantes, mesmo que de forma temporária. O desafio é atuar preventiva e efetivamente com objetivo de evitar a recorrência após o episódio de Tromboembolismo Venoso (TEV) no primeiro ano subsequente, principalmente em indivíduos do sexo masculino.

Na literatura, vários estudos concluem que indivíduos que realizaram a dosagem do Dímero-D quantitativo obtiveram uma ação preventiva eficaz. Na meta-análise de Douketis et al., por exemplo, que incluiu 1818 pacientes de sete estudos prospectivos, evidenciou-se que o Dímero-D foi um preditor de TEV.

No geral, um valor de Dímero-D superior ao ponto de corte, após três meses de terapia anticoagulante em pacientes com um primeiro diagnóstico não provocado de evento TEV, indica o dobro de risco de recorrência em comparação com pacientes com valores baixos de D-Dímero.

A utilização de ensaios como o Innovance D-Dímero da Siemens Healthineers é essencial quando cada segundo conta: com resultados liberados em até 10 minutos, adequação do cutoff à idade, ausência de interferência ao Fator Reumatoide e Alto Valor Preditivo Negativo, o ensaio possibilita o monitoramento efetivo do risco de trombose. Saiba mais clicando aqui.

Tags:

coágulo sanguíneo, Dímero-D, Innovance D-Dímero, Siemens Healthineers, trombose

Compartilhe: