Uma das providências para evitar a expansão da doença é o uso de mosquiteiros impregnados por inseticidas e reforçar o diagnóstico rápido para o tratamento precoce

O número de casos de malária deve crescer 50% no Brasil em 2018, conforme projeção feita pelo pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz, Cláudio Maierovitch. Até março, o País registrou 50 mil infecções. Pelos cálculos do pesquisador, até o fim do ano os registros poderão chegar a 293 mil.

Observa-se que o avanço foi mais expressivo em 35 cidades da Amazônia Legal. Juntas, elas respondem por 80% dos casos atuais.

Conforme o Secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Osnei Okumoto, o aumento de casos nos últimos dois anos é devido a falhas na prevenção que deveria ser feita pelos municípios. Algumas cidades acabaram priorizando o combate ao Aedes aegypti, deixando em segundo plano as medidas de contenção da doença, transmitida pela picada do mosquito Anopheles infectado.

Uma das providências para evitar a expansão da doença é o uso de mosquiteiros impregnados por inseticidas e reforçar o diagnóstico rápido para o tratamento precoce.

A ECO Diagnóstica apresenta o Malária p.f/Pan ECO Teste, teste imunoensaio para detecção qualitativa de HRP-II (proteína rica em histidina II) específica para Plasmodium falciparum e a pLDH (plasmodium lactato desidrogenase) comum a todas as quatro espécies (P. falciparum, P. malariae, P. vivax e P. ovale).

O teste libera resultado em 15 minutos utilizando apenas 5ul de sangue total com alta sensibilidade e especificidade.

Fonte:

Portal do Estado de São Paulo. Disponível em: http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/estado/2018/05/16/casos-de-malaria-devem-crescer-50-no-brasil-este-ano.htm

Tags:

Anopheles, diagnóstico rápido, ECO Diagnóstica, Malária p.f/Pan ECO Teste

Compartilhe: