Imagem do laboratório central Igenomix

A Igenomix adquiriu o laboratório chileno SureDx Srl e a empresa Genomics Peru, com a qual já colaborou, para concluir sua expansão na América Latina.  Além dos cinco laboratórios na Argentina, Brasil (São Paulo e Recife) e México, essas novas sedes, localizadas em Santiago do Chile e Lima, planejam atender um mercado emergente que exige biotecnologia reprodutiva para melhorar as taxas de sucesso dos cada vez mais numerosos tratamentos de reprodução assistida. Com essa adição, a Igenomix soma 23 laboratórios em mais de 16 países.

“A expansão da Igenomix nas Américas é um processo natural no mercado de reprodução. Somos referência em fertilidade na Espanha e Estados Unidos, portanto, expandir nossa rede de laboratórios nesse mercado era uma necessidade do próprio setor”, explica David Jiménez, CEO da empresa.

Desenvolvimento vs fertilidade

À medida que os países mais da América do Sul crescem, suas mudanças culturais também crescem. A idade de ter filhos foi adiada em todo o mundo, mas a América Latina é a área do planeta onde o número de crianças por família caiu mais de acordo com o Departamento de Referência populacional (PRB) indicando que das 5 crianças por família de 1970, o número atual caiu para 2. No Brasil, a média de 2015, segundo dados do IBGE é de 1,72 filhos por casal.

A mudança sociocultural que vivemos nos últimos anos levou a um atraso nos planos de ter filhos, impactando diretamente na saúde reprodutiva, como vem acontecendo na Europa há duas décadas. Agora são os países sul-americanos que veem os problemas reprodutivos relacionados à idade crescerem, muitas vezes intimamente ligados a problemas genéticos.

Brasil foi o primeiro país da América Latina em 2014 a contar com um laboratório de genética do grupo, que consolida sua presença com os laboratórios de Chile e Peru, liderados por Sebastián Salinas e Federico Váldez, respectivamente. Nos últimos anos Igenomix tem consolidado sua atuação com uma ampla expansão de laboratórios e pesquisa científica, que vem sendo um diferencial da empresa com mais de 460 publicações científicas.

Tags:

biotecnologia reprodutiva, Igenomix, laboratório de genética

Compartilhe: