Os melhores projetos criados pela comunidade serão financiados pelo Fundo Patrimonial Amigos da Poli; inscrições até o dia 4 de abril

São esperados projetos que ataquem os principais problemas desta crise, que sejam criativos e inovadores, escaláveis e de rápida implementação. Foto: Pixabay

Sugerir formas inovadoras para enfrentarmos o avanço do novo coronavírus pode ser essencial para a solução da atual crise mundial de saúde. Pensando nisso, o Fundo Patrimonial Amigos da Poli lançou, no dia 27 de março, o Edital de Combate à Covid-19. A iniciativa receberá, por e-mail e até dia 4 de abril, projetos e soluções de impacto que ajudem no combate à pandemia.

“Queremos ajudar o Brasil a atravessar esta crise com o menor impacto possível e sabemos que a engenharia é um meio”, defendem os organizadores do edital, que é direcionado para alunos, professores e funcionários da Escola Politécnica (Poli) da USP.

Os temas sugeridos incluem o desenvolvimento de equipamentos e tecnologias para tratamento dos pacientes; a criação de serviços remotos de saúde voltados à expansão do diagnóstico, tratamento, prevenção e atividades que conduzam à escalabilidade do atendimento; a implementação de soluções digitais para controle, monitoramento e previsão da disseminação do vírus; e o desenvolvimento de ferramentas para redução e prevenção de contágio, além de diversos outros.

“Buscamos projetos que ataquem os principais problemas desta crise, que sejam criativos e inovadores, escaláveis e de rápida implementação. Ideias que possam ajudar o nosso país a sair vitorioso desta crise. Os melhores projetos serão financiados pelo Amigos da Poli”, esclarecem os idealizadores, por meio de comunicado oficial que acompanha o edital.

Amigos da Poli

O Fundo Patrimonial Amigos da Poli é uma associação que tem como objetivo captar doações e aplicar recursos em projetos na Escola, buscando as melhores práticas de governança e transparência e com foco na perpetuidade e manutenção do capital doado.

Criada em 2009, a associação é independente da Poli. Seus recursos são geridos exclusivamente pela própria associação e é vedado o comprometimento dos membros com o orçamento corrente da Escola. Com informações da USP

Tags:

Fundo Patrimonial Amigos da Poli, novo coronavírus

Compartilhe: