O phi é uma combinação de três marcadores: o PSA livre, PSA Total e p2PSA

O câncer de próstata é a segunda causa de morte pela doença entre os homens no Brasil. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), 68 mil novos casos são diagnosticados anualmente no país, sendo que 14 mil resultam em óbito. Mas o câncer de próstata, na maioria das vezes, cresce de forma lenta e gradual e as chances de cura, quando descoberto em estágio inicial, ultrapassam os 90%.

Um algoritmo desenvolvido pela Beckman Coulter, o Índice de Saúde da Próstata – phi, é uma poderosa ferramenta na detecção precoce da doença e reduz em até 30% as biópsias prostáticas desnecessárias. “O PSA em quantidade elevada no sangue pode ser resultado de outras doenças benignas como prostatite aguda, prostatite crônica e hiperplasia prostática benigna, não necessariamente câncer. Por isso, acaba não sendo um exame tão assertivo”, afirma o Dr. Adagmar Andriolo, patologista clínico da Escola Paulista de Medicina da Unifesp.

O phi é uma combinação de três marcadores: o PSA livre, PSA Total e p2PSA. Um cálculo matemático determina com mais precisão as chances do paciente estar com câncer de próstata. “Pesquisadores descobriram que quando o p2PSA está elevado é mais específico para diagnóstico de câncer do que quando o PSA total está aumentado”, afirma o patologista.  O Índice de Saúde da Próstata é recomendado para homens que apresentam um teste de PSA Total inconclusivo, entre 2,0 e 10,0 ng/ml, e não têm qualquer alteração no exame de toque retal.

De acordo com Dr. Adagmar Andriolo, o resultado do phi ainda traz uma informação importante para o tratamento do câncer de próstata. “Quanto mais elevado o nível do phi, mais agressivo é o tumor. Antes só tínhamos essa informação através da biópsia”, explica o patologista.

A eficácia do phi – índice de saúde da próstata – foi comprovada em mais de 80 publicações científicas pelo mundo nos últimos oito anos. O exame é aprovado desde 2012 pela FDA, Agência de Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos, e recomendado pela National Comprehensive Cancer Network como ferramenta para um melhor diagnóstico do câncer de próstata.

Tags:

Beckman Coulter, Câncer de Próstata, índice de saúde da próstata (phi)

Compartilhe: