Iniciativa on-line permite consulta em nove categorias temáticas de estudos do setor agropecuário e segue critérios que orientam a gestão de dados científicos em todo o mundo

A consulta ao repositório ajuda a reconhecer características genéticas de plantações, diagnosticar doenças que comprometem culturas diversas e analisar a produtividade de lavouras pelos pesquisadores e técnicos em extensão rural, em suporte ao produtor agrícola

O Repositório de Dados de Pesquisa (Redape) da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) está disponível on-line neste link para consulta dos dados de estudos gerados pela empresa em nove categorias temáticas. A consulta ao repositório ajuda a reconhecer características genéticas de plantações, diagnosticar doenças que comprometem culturas diversas e analisar a produtividade de lavouras pelos pesquisadores e técnicos em extensão rural, em suporte ao produtor agrícola.

A iniciativa tem origem na rede de repositórios de dados de pesquisa das universidades públicas do Estado de São Paulo, entre elas a USP. Essa rede levou três anos para ser construída, envolvendo mais de cem pessoas de oito instituições, uma das quais a Embrapa Agricultura Digital, que disponibilizou um grande conjunto de imagens de doenças de plantas.

O grupo de trabalho da rede, coordenado por Claudia Bauzer Medeiros, integrante do Programa Fapesp de Pesquisa em eScience e Data Science, desenvolveu normas para intercâmbio de dados entre os participantes e fez estudos de desempenho para definir a adoção dos melhores softwares abertos de padrão mundial para criação de repositórios.

O Redape adotou os mesmos critérios ao permitir a organização, o gerenciamento e a publicação de dados de acordo com os princípios que orientam a gestão de dados científicos em todo o mundo, incluindo a acessibilidade, a interoperabilidade, a reprodutibilidade e o reuso.

Uma característica importante do Redape, por exemplo, é a atribuição de um Digital Object Identifier (DOI), que funciona como um identificador persistente para cada conjunto de dados publicado, permitindo que as coleções sejam referenciadas, tornando-as facilmente acessíveis para quem busca os dados produzidos pela Embrapa.

Estão disponíveis para download 14 coleções, cada uma delas formada por imagens e informações associadas, validadas por um comitê gestor formado por especialistas de diversas áreas. A previsão é que outras 200 coleções sejam disponibilizadas em breve.

As categorias temáticas de projetos da Embrapa são agroecossistemas, recursos naturais e meio ambiente; alimentos e nutrição humana; biomassa, bioinsumos e energia renovável; biotecnologia, nanotecnologia, agricultura de precisão e digital; economia, desenvolvimento e sociologia rural; inovação organizacional; produção animal; produção vegetal e recursos genéticos.

Acesse aqui o Redape. Com informações da USP

Tags:

Embrapa, Repositório de Dados de Pesquisa (Redape)

Compartilhe: