O Grupo Biosys + Kovalent oferece o kit de reagentes da Chromsystems para análise de imunossupressores por LC-MS/MS em duas versões

Os imunossupressores são drogas que suprimem a atividade do sistema imune para prevenir a rejeição em transplantes de órgãos, além de serem usados também como drogas para desordens do sistema imune. Os imunossupressores de uso mais frequente são ciclosporina A, tacrolimus, sirolimus e everolimus.

A ciclosporina A tem seu efeito imunossupressor induzido pela redução seletiva da produção de linfocinas (interleucina-2, interferon-ɣ) resultando em uma inibição reversível do linfócito-T antígeno específico.  Devido a estreita faixa terapêutica e variável biodisponibilidade, a terapia com ciclosporina A deve ser acompanhada regularmente pelo monitoramento dos níveis sanguíneos. O tacrolimus tem sua estrutura significativamente diferente da ciclosporina A. Seu mecanismo de ação envolve a inibição da calcineurina, sendo mais eficaz e possuindo menos efeitos colaterais do que a primeira. Por isso, o tacrolimus é utilizado como terapia de resgate para reações de rejeição sob a ciclosporina A.

O sirolimus tem como mecanismo de ação a inibição da transdução de sinal da serina/treonina quinase multifuncional TORm, suprimindo a proliferação de linfócitos T. Ele é frequentemente administrado em combinação com a ciclosporina A e glicocorticoides após transplantes de rim, com a ciclosporina sendo descontinuada após um período de 2-3 meses. Já o everolimus é um derivado do sirolimus e possui o mesmo mecanismo de ação. Em comparação ao sirolimus, pode ser distinguido por uma menor meia-vida, melhor absorção oral e eliminação mais rápida.

Para a análise quantitativa dos imunossupressores ciclosporina A, tacrolimus, sirolimus e everolimus, a determinação por LC-MS/MS deve ser priorizada uma vez que métodos imunológicos podem diferir significativamente em seletividade e especificidade, e às vezes medir metabólitos não efetivos.

O Grupo Biosys + Kovalent oferece o kit de reagentes da Chromsystems para análise de imunossupressores por LC-MS/MS em duas versões: a versão clássica, e a versão One Minute, cujo preparo de amostras pode ser automatizado, e o tempo de corrida varia de 1 a 2 minutos, dependendo do equipamento utilizado.

O kit possui todos os reagentes necessários para o preparo das amostras, fases móveis e solução de lavagem. O preparo de amostras é limitado a um simples processo de precipitação de proteína. Os analitos são enriquecidos, e as substâncias interferentes são removidas por uma coluna “trap”. Além disso, o uso de padrões internos isotopicamente marcados (deuterados) garantem a precisão e robustez do método, além de compensar efeitos matriz (como supressão de íons). Controles, calibradores e colunas também estão disponíveis para venda separadamente.

O ácido micofenólico (MPA) é o metabólito ativo do imunossupressor micofenolato de mofetila (MMF), droga que tem tido um uso crescente na prevenção de rejeição pós transplantes. Testes clínicos com o MMF para o tratamento de doenças autoimunes como estados inflamatórios crônicos da pele, olhos e sistema digestório (por exemplo, doença de Crohn) também foram realizados com sucesso. Normalmente, o MMF é utilizado em terapia combinada com ciclosporina, tacrolimus ou corticosteroides, servindo como um substituo da droga azatioprina.

Apesar do MMF ser bem tolerado, alguns efeitos colaterais como náusea, diarreia e também mudanças na contagem sanguínea podem ser observados. A determinação regular dos níveis plasmáticos do ácido micofenólico pode reduzir o risco de superdosagem e permitir um maior controle dos efeitos colaterais. Além disso, a análise permite o monitoramento e a manutenção do comprometimento do paciente, assegurando uma terapia eficaz.

A análise do ácido micofenólico em soro/plasma pode ser realizada através do kit de reagentes da Chromsystems, fornecido pelo Grupo Biosys + Kovalent. Esta análise requer um simples sistema de HPLC isocrático com detector UV. Com um simples preparo de amostras e nenhuma interferência, os resultados podem ser obtidos em um intervalo de 8 a 9 minutos.

Tags:

Chromsystems, grupo Biosys + Kovalent, imunossupressores, sistema imune

Compartilhe: