Empresa de sistema de informação laboratorial, há 20 anos no mercado, promove workshop para apresentar a iniciativa aos laboratórios portugueses

Paulo Simões, diretor operacional da Confidentia; Vinicius Biasoli, CEO da Controllab; e Wilson Shcolnik, presidente da SBPC/ML

A portuguesa Confidentia, fornecedora de soluções para laboratórios de análises clínicas, integrou o software Appolo 3.0, o seu sistema de informação (LIS), ao Programa de Benchmarking de Indicadores Laboratoriais (PBIL). Desta forma, tornou-se também parceira do programa conduzido pela Sociedade Brasileira de Patologia Clínica e Medicina Laboratorial (SBPC/ML) e Controllab.

Empresa criada há cerca de 20 anos em Portugal, e com atuação também em países da África, como Moçambique, Angola e Guiné Bissau, a Confidentia tem um portfólio de cerca de 80 clientes – de grandes unidades laboratoriais, que atendem algo em torno de 7 mil pessoas por dia, até pequenos laboratórios, com algumas dezenas de clientes diários.

Foi pensando nesses últimos, que muitas vezes vivem com um orçamento mais apertado,  que Paulo Alexandre Simões, diretor operacional da empresa, destacou alguns dos benefícios trazidos pela nova parceria: “Vemos a integração do sistema do laboratório ao programa (Benchmarking de Indicadores Laboratoriais) como uma grande possibilidade para que os menores laboratórios possam ter acesso facilitado a indicadores, já que eles têm mais dificuldade de investimento”, disse ele durante o 11º Fórum de Benchmarking de Indicadores Laboratoriais, que antecedeu o 53º Congresso da SBPC/ML, em setembro. “Com um sistema de LIS que permita fazer envio direto, é possível poupar tempo e recursos nessa operação”, completou Simões. A possibilidade de comparação dos dados analisados com outros laboratórios foi outra vantagem citada por João José Pires Sebastião,  diretor da área de interfaces, também da Confidentia.

No Programa de Benchmarking e Indicadores Laboratoriais, há um amplo portfólio de indicadores disponíveis para o laboratório. Para simplificar o levantamento de dados e melhorar o acesso às informações, empresas desenvolvedoras de LIS, como a Confidentia, integram os sistemas dos laboratórios ao PBIL.

Ainda durante o Fórum, a Confidentia apresentou o Laboratório Fernanda Galo, também de Portugal, como caso de sucesso da integração do software Apolo com o programa de benchmarking. No caso do laboratório português, foram integrados inicialmente 13 indicadores, o que otimizou o processo para a inserção dos dados necessários à participação no programa.

Para Fernanda Galo, que prima pela qualidade e foi o primeiro laboratório acreditado pela Norma NP/EC IEC 15189 em seu país, essa iniciativa foi uma via de mão dupla. Conceição Faustino Barreira, diretora-técnica do laboratório, informou que assim que conheceu o PBIL, procurou a Confidentia, de quem já era cliente. “Desenvolvemos com eles a plataforma de transmissão de dados. Somos mais que fornecedores e clientes, somos parceiros. Assim também vejo hoje a Controllab para os laboratórios”, lembrou a executiva, para quem a parceria possibilitou dar mais agilidade à sua atividade: “O tempo é para nós um fator crítico”, disse ela, acrescentando que a integração do sistema ao programa não só reduziu erros e custos como aumentou a eficiência e a eficácia de suas operações.

Representantes dos laboratórios portugueses presentes no Workshop de Controle de Qualidade, em Santarém, Portugal

A parceria fortalece o PBIL, como destaca Rafael Lopes, gestor de serviços da Controllab: “Para o programa, essa parceria promove a confiabilidade das informações. Isso porque os dados são transferidos de um sistema para outro, reduzindo a possibilidade de erros oriundos da coleta ou digitação manual.  As empresas parceiras também contribuem para a melhoria contínua do programa sugerindo pontos que necessitam de ajustes para que o indicador seja gerado”.

Logo após participar do Fórum de Indicadores, a Confidentia promoveu, no dia 7 de outubro, um workshop sobre Controle de Qualidade, em Santarém, Portugal.

No encontro, divulgou a parceria com a Controllab, informou sobre o PBIL integrado ao software Apolo 3.0, para a coleta automática dos dados e a confiabilidade das informações, e proporcionou a representantes de laboratórios portugueses a oportunidade de trocar experiências com uma equipe da Controllab.

As parcerias entre empresas de LIS e o PBIL começaram a ser anunciadas pela SBPC/ML e pela Controllab em 2018, quando os CEOs das principais empresas desenvolvedoras firmaram compromisso para simplificar a coleta de dados. Em 2019, as empresas que realizaram as ações alinhadas no ano anterior foram reconhecidas como parceiras do PBIL e agora contam com o apoio da SBPC/ML e da Controllab para continuar a expansão dos indicadores integrados que são disponibilizados aos laboratórios.

A partir dessa parceria com os desenvolvedores, os usuários do Programa de Indicadores e Benchmarking Laboratorial terão mais facilidade para lançar automaticamente no sistema informações que compõem os indicadores. Esses indicadores, potencializados com o benchmarking, proporcionam mais competitividade e sustentabilidade para o laboratório.

Para ter mais informações sobre como participar do Programa de Indicadores Laboratoriais, entre em contato com a Controllab: [email protected] ou (21) 3891-9900.

Tags:

Confidentia, Controllab, Sociedade Brasileira de Patologia Clínica e Medicina Laboratorial

Compartilhe: