Existem alguns exames que identificam qual o agente causador de uma infecção gastrointestinal, sendo o diagnóstico molecular um dos mais rápidos e precisos

Salmonella é uma bactéria que possui duas espécies capazes de causar doenças em humanos. A forma mais comum da transmissão da doença é por meio da ingestão de alimentos contaminados e dos maus hábitos de higiene.

A bactéria Salmonella atua sobre o intestino das pessoas, onde se multiplica e pode entrar na corrente sanguínea, atingindo outros órgãos do corpo e, em casos raros, podendo provocar graves infecções e até mesmo a morte da pessoa.

Você pode evitar que esta bactéria deixe você ou seus familiares doentes. Conheça estes cinco fatos – e dicas para diminuir as chances de contrair uma infecção por Salmonella.

1 – Você pode ser infectado por diversos tipos de alimentos

A Salmonella pode estar presente em muitos tipos de alimentos, incluindo carnes de origem bovina, suína, frango, ovos, frutas, vegetais e até mesmo em alimentos processados, como embutidos, tortas congeladas, nuggets de frango etc. Alimentos contaminados geralmente tem aparência e cheiro normal, por isso, é importante conhecer as medidas de proteção contra esta infecção e a origem dos alimentos consumidos.

2 – A doença é mais comum no verão

Tempo quente e comida sem refrigeração criam condições ideais para a Salmonella crescer. Certifique-se de refrigerar ou congelar alimentos perecíveis (aqueles que deterioram rapidamente) por o máximo 2 horas após prontos, como as sobras de um almoço ou jantar.

3 – A infecção por Salmonella pode ser mais séria e perigosa para certas pessoas

Os sintomas da infecção costumam a aparecer de 6 a 48 horas após a ingestão do alimento contaminado, mas podem durar bastante. Estes sintomas incluem diarreia, febre e dores de estômago. Em muitos casos, a doença dura de quatro a sete dias e a pessoa pode ser recuperar sem precisar de antibióticos. Em outros casos, algumas pessoas têm diarreia severa e precisam ser internadas. Qualquer um pode ter infecção por Salmonella, mas alguns grupos são mais propensos a desenvolver sérias doenças: idosos, crianças menores de cinco anos, pessoas com o sistema imunológico debilitado por condições médicas como diabetes, doenças renais ou hepáticas ou em tratamento de câncer.

4 – Para evitar Salmonella, não coma ovos crus ou que estão com a gema ou clara escurecidas

A bactéria pode contaminar ovos, até mesmo aqueles que estão com aspectos normais. Mas estes ovos podem fazer você ficar doente, principalmente se eles estão crus ou pouco cozidos. Ovos são seguros quando você cozinha e manuseia-os corretamente.

5 – Salmonella causa mais doenças do que você pode imaginar

Todos os anos, há um caso de Salmonella confirmado por testes laboratoriais para cada 30 casos que não são. Muitas pessoas com intoxicação alimentar geralmente não vão ao médico fazer exames laboratoriais, por isso, não é possível saber qual germe fez com que ele ficasse doente.

Diagnóstico molecular

Existem alguns exames que identificam qual o agente causador de uma infecção gastrointestinal, sendo o diagnóstico molecular um dos mais rápidos e precisos.

No teste molecular e utilizada a técnica de PCR em tempo real (Polymerase Chain Reaction – Reação em cadeia da Polimerase) consiste basicamente na extração in vitro do DNA ou RNA da patogênese responsável pela doença.

O método molecular tem alta sensibilidade, o que proporciona resultados extremamente específicos. As informações geradas no exame possibilitam o diagnóstico mais detalhado, garantindo que o paciente tenha a terapêutica ideal.

Com uma amostra de fezes, o Kit XGEN Multiplex faz a detecção de oito patógenos causadores de gastroenterites bacterianas, entre eles, a Salmonella spp.

Saiba mais clicando aqui.

Links:

https://www.cdc.gov/features/salmonella-food/index.html

http://portalms.saude.gov.br/saude-de-a-z/Salmonella

Tags:

bactéria, diagnóstico molecular, Mobius Life, Salmonella

Compartilhe: