A Certificação concedida de Operador Econômico Autorizado traz uma série de benefícios e é a prova de como a Labtest se compromete com a ética em seus processos

A Labtest conquistou uma das certificações mais importantes de sua história. A Certificação OEA (Operador Econômico Autorizado) é uma ferramenta de facilitação de comércio prevista pela Organização Mundial de Aduanas (OMA) e Receita Federal do Brasil. Ela promove o vínculo entre o Estado, a Receita Federal e a empresa que se compromete a exercer a atividade de importação e exportação de maneira regular e idônea.

Uma vez conquistada, a certificação demonstra que aquela empresa é capaz de gerir os riscos aos quais está exposta. A certificação garante, ainda, uma série de benefícios à empresa, entre eles: participação no Fórum Consultivo, participação em seminários e treinamentos, redução do percentual de canais de conferência na exportação e importação, e vários outros.

A Labtest é a primeira empresa exclusivamente do segmento de diagnóstico in vitro a obter esta certificação. Isso prova o quanto a Labtest é comprometida com a ética em seus processos e com a qualidade de seus produtos.

Benefícios garantidos

Para Labtest, a conquista desta certificação passa a garantir agilidade nos processos de desembaraço aduaneiro. Ela também garante prioridade na tratativa e liberação das cargas, redução do lead time e, por consequência, redução dos níveis de estoque.

Com isso, a empresa agora passará a participar ativamente dos fóruns consultivos com objetivo de melhoria e integração dos órgãos anuentes ao programa OEA, como exemplo a Anvisa. Outro benefício é o reconhecimento da robustez, segurança e conformidade dos processos por parte dos países signatários.

Além disso, em termos de competitividade, essa certificação dá à Labtest prioridade e agilidade nos processos de importação e exportação. Isso evita riscos de ruptura na cadeia de abastecimento. Além de proporcionar a redução do capital investido em estoque.

As relações de importação e exportação também mudam a partir da OEA. A certificação passa a facilitar, harmonizar, garantir agilidade e previsibilidade dos processos de comércio exterior. Tudo isso em conformidade com a legislação vigente e com a devida gestão dos riscos.

Preparação constante

Para receber a certificação a Labtest teve que se preparar. Durante a jornada de preparação, a empresa avaliou o programa OEA e identificou uma grande oportunidade.

Dessa forma, a Labtest buscou as possibilidades no mercado e tomou a decisão de realizar todos os diagnósticos, abrangências e adequações de processos, procedimentos e infraestrutura através de sua própria equipe de trabalho. Foi desenvolvido um projeto envolvendo e engajando todas as áreas pertinentes, validando cada etapa das atividades conforme as normativas aplicáveis ao programa OEA.

“Para a Labtest, a obtenção da certificação foi um grande desafio e essa conquista corrobora com a nossa responsabilidade de manter todos os processos atualizados conforme as normas e manter a mitigação dos riscos inerentes às operações do comércio exterior, reforçando a nossa transparência e credibilidade perante os órgãos públicos, aduanas, clientes e fornecedores”, informa Fabrício Cancelas, Gerente de Supply Chain, da Labtest.

Esta não é a primeira vez que a Labtest conquista uma certificação de relevância internacional. A excelência da Labtest no ramo de diagnóstico in vitro é comprovada pelas várias certificações conquistadas pela empresa, como o College of American Pathologists (CAP) e o Controllab.

Tags:

Certificação OEA (Operador Econômico Autorizado), Labtest

Compartilhe: