O lançamento terá um evento online com representantes das entidades organizadoras, além de OMS, Unicef, Banco Mundial e CHAI

A Câmara Brasileira de Diagnóstico Laboratorial (CBDL), em parceria com a Aliança Latino-americana para o Desenvolvimento do Diagnóstico In Vitro (Aladdiv), a Coalizão Interamericana de Convergência Regulatória, a London School of Hygiene & Tropical Medicine (LSHTM) e o The International Diagnostics Centre (IDC), lançará, na próxima quarta-feira (16/6), das 13 às 14h30, o Livro Branco do Diagnóstico Laboratorial 2021- 2022.

O Livro Branco do Diagnóstico Laboratorial trata-se de um documento que buscou, por meio de uma ampla visão atual e retrospectiva do biênio 2019/2020, traçar uma projeção do segmento de diagnóstico in vitro (IVD) para os anos de 2021 e 2022.

O documento mostra uma linha do tempo percorrida pela CBDL, com ações conjuntas entre entidades privadas e agente públicos como o Ministério da Saúde, Anvisa e OMS no contexto da pandemia de Covid-19. Em outros capítulos, o livro detalha o papel da CBDL na cadeia produtiva de saúde, além da inquietação das indústrias do setor laboratorial no tocante à sustentabilidade do segmento. A última parte do livro traz 21 propostas distribuídas em quatro fases do ciclo de vida do diagnóstico in vitro.

Evento de lançamento

Para lançar o Livro Branco do Diagnóstico Laboratorial 2021-2022, as entidades que fizeram parte da organização da obra promoverão um evento online, pela plataforma Zoom, na próxima quarta-feira, dia 16 de junho, das 13 h às 14h30.

A abertura do encontro ficará por conta do presidente do Conselho Administrativo da CBDL, Fábio Arcuri. Em sequência, o Livro Branco será apresentado pela ex-presidente da CBDL e atual diretora de marketing da Abbott, Liliana Perez; pela sócia-proprietária da WEB Setorial e consultora da CBDL, Patrícia Marrone; por Carlos Eduardo Gouvêa, presidente executivo da CBDL e por Fábio Arcuri.

Logo em seguida, haverá uma mesa redonda com o tema: “Futuro do Diagnóstico em um Mundo pós Pandemia – o que ainda precisa ser feito?”. O debate terá as participações de Hanan Balkhy, diretora geral adjunta da Organização Mundial da Saúde (OMS); da microbiologista e professora Rosanna Peeling, chair de Pesquisa e Diagnóstico da London School of Hygiene & Tropical Medicine (LSHTM); Alex Costa, especialista de Programas Globais da UNICEF; Edson Araújo, economista sênior do Banco Mundial e Carlos Eduardo Gouvêa, presidente executivo da CBDL/ALADDIV. A moderação será executada por Renuka Gadde, conselheira sênior da Clinton Health Access Initiative (CHAI).

Para Carlos Eduardo Gouvêa, presidente executivo da CBDL/Aladdiv, o lançamento do Livro Branco do Diagnóstico Laboratorial 2021-2022 é um verdadeiro marco para o segmento laboratorial, “uma vez que promove um debate mais do que necessário sobre o papel e valor do diagnóstico nos tempos atuais. Além de discutir-se o Ciclo de Vida do Diagnóstico, seus gargalos e barreiras, procura trazer propostas concretas para cada um dos desafios apresentados a serem desenvolvidas. Assim, de forma cooperada com os demais atores do setor de saúde, a CBDL busca trazer uma contribuição valiosa para a saúde pública”.

Serviço:

Lançamento do Livro Branco do Diagnóstico Laboratorial 2021-2022
Dia 16 de junho – das 13 às 14h30
Pela Plataforma Zoom
Inscrições gratuitas neste link. 

Tags:

Câmara Brasileira de Diagnóstico Laboratorial, Livro Branco do Diagnóstico Laboratorial 2021- 2022

Compartilhe: