O tema do evento, que aconteceu no dia 29 de julho, foi “Eliminação das hepatites virais até 2030 no Brasil: conseguiremos alcançar a meta da OMS?”

Em um encontro promovido pela Câmara Brasileira de Diagnóstico Laboratorial (CBDL), em comemoração aos 30 anos de existência, batizado de Conexão CBDL, o diretor do Laboratório de Biologia Molecular, Divisão de Laboratório Central do Hospital das Clínicas da FMUSP, Dr. João Renato Rebello Pinho, destacou que, somente 20% dos 71 milhões de infectados no mundo pelo HCV foram diagnosticados, e apenas 1,1 milhão iniciou o tratamento em 2015.

O tema do evento, que aconteceu no dia 29 de julho, foi “Eliminação das hepatites virais até 2030 no Brasil: conseguiremos alcançar a meta da OMS?”.

O médico, que é MD, PhD, MBA e também professor livre-docente do Departamento de Gastroenterologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, além de coordenador do Setor de Pesquisa e Desenvolvimento do Laboratório Clínico do Hospital Israelita Albert Einstein e do Laboratório de Gastroenterologia e Hepatologia Tropical do Instituto de Medicina Tropical, falou da expectativa de alcançar a meta da OMS em diagnosticar 90% dos casos de hepatites virais, com 80% dos pacientes tratados e uma redução de mortalidade na casa dos 65%.

“O Brasil está indo bem nos programas de vacinação da Hepatite B, com bom desempenho também nas transmissões verticais, de mãe para filho”, opina ele.

O especialista mostrou números que dão conta que o Brasil tem maior frequência da Hepatite B. No entanto, a Hepatite C é maior na região sudeste, e Hepatite D (Delta) é superior na região norte do país.

“O Brasil vem se preparando para alcançar a meta estabelecida pela OMS. Há projetos em andamento como um estudo das características epidemiológicas e clínicas das hepatites virais em serviços de saúde, que tiveram início em 2018 e terminarão em 2023. Além disso, há a Rede de Prevenção e Cuidado Integral de Doenças de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis. E ainda, um diagnóstico situacional dos Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA) para viabilizar a máxima ampliação da carteira de serviços de 50 unidades e a criação de 50 centros próprios”, concluiu.

Conexão CBDL

A Câmara Brasileira de Diagnóstico Laboratorial (CBDL), em comemoração dos 30 anos de existência, promoverá, ao longo do ano, o Conexão CBDL, uma série de eventos (virtuais e semipresenciais), com temas relacionados com o segmento de IVD (diagnóstico in vitro).

Tags:

Câmara Brasileira de Diagnóstico Laboratorial (CBDL), HCV

Compartilhe: