A ideia é que o estado adquira o automóvel adaptado e a Embrapa capacite os técnicos que farão as análises de solo.

solo_fdp

a Embrapa desenvolveu o laboratório móvel e o Governo do Piauí tem interesse em adotar esta estratégia

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e do Emater, além de órgãos parceiros como UESPI, IFPI e Embrapa, visa solucionar o problema de escassez de laboratórios para análise de solo no Piauí. Na manhã desta terça-feira (11), foi realizada uma videoconferência na sede da Embrapa Meio Norte, em Teresina, com o tema “Laboratório Móvel de Análise de Fertilidade do Solo – FERTMÓVEL”. A apresentação foi feita pela Embrapa Solos Rio de Janeiro às equipes da SDR, da UESPI e da Embrapa Meio Norte.

A superintendente da agricultura familiar da SDR, Patrícia Vasconcelos, enfatizou que esta é uma demanda do governador Wellington Dias, visando otimizar a aplicação de recursos por parte dos agricultores, em geral.

“Atualmente, o Piauí conta com apenas um laboratório para análise de solo em funcionamento. O estado pretende inovar, adquirindo um laboratório móvel, a exemplo do que está sendo implantado no Rio de Janeiro e no Maranhão; o que vai possibilitar que esta análise seja feita nos territórios de desenvolvimento do estado. Com isso, será possível reduzir a perda de recursos e na produção.

Uma orientação técnica será realizada, previamente, informando qual cultura mais apropriada para cada solo e que tipos de correções devem ser feitas na terra para garantir uma boa produção”, explicou Patrícia Vasconcelos, antecipando que também está prevista a reativação dos laboratórios já existentes, porém, paralisados.

O chefe geral da Embrapa Meio Norte, Luís Fernando Carvalho Leite, também participou da videoconferência e afirmou que a Embrapa desenvolveu o laboratório móvel e o Governo do Piauí tem interesse em adotar esta estratégia. “Pelo termo de cooperação que está sendo feito, o estado adquire o automóvel adaptado e a Embrapa se compromete a capacitar os técnicos que farão as análises de solo. Qualquer planejamento na agricultura deve começar pelo estudo da terra. Com a implantação deste sistema no Piauí, esta fase inicial poderá ser feita com sucesso, facilitando até mesmo a liberação de créditos pelos agentes financeiros”, reforçou o chefe geral da Embrapa Meio Norte.

A SDR e os parceiros nesta ação já estão desenvolvendo o termo de cooperação técnica e um projeto para apresentar ao secretário da SDR, Francisco Limma, e ao chefe do executivo estadual.

Tags:

laboratório móvel, laboratórios para análise de solo, Piauí

Compartilhe: