Aparelho Idylla da Biocartis promete reduzir de sete dias para 12 horas o tempo de espera para o resultado de exames da família RAS, BRAF e EGFR, que implica no tratamento direto de câncer colorretal, melanoma e pulmão

mantis

A principal diferença entre o sequenciamento normal e o realizado com o Idylla da Biocartis é a agilidade, reduzindo de sete dias para 12 horas o prazo de entrega do resultado.

O tratamento de doenças oncológicas deve começar assim que o diagnóstico é realizado, porém muitas vezes os pacientes chegam com a doença em estágio avançado por diversos motivos, mas também existem casos onde as ações terapêuticas acontecem tardiamente devido à demora no resultado dos exames.

O laboratório Mantis Diagnósticos Avançados, de Curitiba, está testando com exclusividade na América Latina o aparelho Idylla da Biocartis, originário da Bélgica, que oferecerá mais personalização e rapidez durante o tratamento para pacientes ao redor do mundo, através do desenvolvimento totalmente integrado e aplicável do diagnóstico molecular.

A diretora do Laboratório de Biologia Molecular do Mantis, Dra. Graziele Moraes Losso, explica que a plataforma pode ser usada em uma ampla variedade de configurações para permitir resultados mais rápidos e de alta qualidade da família RAS, BRAF e EGF em benefício do paciente oncológico. “O equipamento chega com uma proposta para otimizar o tempo de liberação de resultados, principalmente para os pacientes com câncer colorretal, pulmão e melanoma. A principal diferença entre o sequenciamento normal e o realizado com o Idylla da Biocartis é a agilidade, reduzindo de sete dias para 12 horas o prazo de entrega do resultado. É uma proposta de alta tecnologia e performance e que será uma forma de otimizar o tratamento do paciente.”

Validação

A validação do aparelho no Laboratório Mantis começou no dia 21 de fevereiro e continuará até o final do mês de maio. Depois de analisar 50 amostras já sequenciadas por outro método, será possível ter um parâmetro de análise entre o novo processo e o método convencional. “O trabalho possibilitará o conhecimento de parâmetros de análises que serão adotados para as amostras brasileiras do perfil genético dos pacientes, além de oferecer acesso rápido a informações clínicas de diagnóstico altamente confiável, tornando os tratamentos mais eficazes, com melhores resultados e, principalmente, reduzindo o tempo de espera”, finaliza Dra. Graziela Moraes Losso.

Tags:

diagnóstico molecular, doenças oncológicas, Mantis Diagnósticos Avançados

Compartilhe: