O evento será promovido pela Aliança Latino Americana para o Desenvolvimento do Diagnóstico in Vitro

saúde_fdp

O acesso a produtos inovadores tem sido uma pauta constante em todos os foros e em todas áreas

O papel da Anvisa na regulação de Produtos para Saúde” será tema de conferência no próximo dia 18 de abril, a partir das 10h, no auditório do Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública IPTSP/UFG, em Goiânia, Goiás. A entrada é gratuita.

O diretor da Aliança Latino Americana para o Desenvolvimento do Diagnóstico in Vitro (Aladdiv), e presidente executivo da Câmara Brasileira de Diagnóstico Laboratorial (CBDL), Carlos Eduardo Gouvêa, abrirá o evento.

Logo a seguir, a representante da Secretaria de Vigilância em Saúde do estado de Goiás, Dra. Eliane Rodrigues da Cruz, discorrerá sobre o papel da Vigilância Sanitária para o controle de produtos para saúde.

Anderson Pereira, da Gerência Geral de Tecnologia de Produtos para Saúde (Anvisa) dará prosseguimento falando sobre os produtos para a saúde e a prevenção de riscos.

Outras apresentações estão previstas tais como: “Boas Práticas de Fabricação”, com Dr. Márcio Luiz Varani; “Controles pós-comercialização”, com a Gerência de Tecnovigilância da Anvisa; e “A utilização de Produtos para Saúde em programas de saúde pública – DST/AIDS”, com Dra Miriam Franchini, representando a Coordenação de Laboratório Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde.

A última parte do evento trará palestras como: “Desenvolvimento de medicamentos na UFG”, com Profa. Dra. Eliana Martins Lima, coordenadora do FarmaTec – Faculdade de Farmácia/UFG; “Desenvolvimento de testes rápidos de diagnóstico”, com Dra. Samira Bührer e, por último, “A Universidade e seu papel na inovação de produtos”, com o Prof. Dr. Edward Madureira Brasil, diretor do Parque Tecnológico Samambaia/UFG.

“A união de esforços do Governo, Academia e Indústria tem sido uma das grandes marcas de todos os eventos organizados pela ALADDIV em prol do desenvolvimento do Diagnóstico in Vitro. A difusão do conhecimento, a promoção de atividades em benefício do diagnóstico precoce e preciso, sempre com o foco na qualidade e acesso, são primordiais para o crescimento sustentável dos mercados de diagnóstico e produtos para saúde, como um todo.”

Segundo Gouvêa, o acesso a produtos inovadores tem sido uma pauta constante em todos os foros e em todas áreas como, por exemplo, a de produtos para saúde, onde os ciclos de vida são cada vez menores (em média de 3 a 4 anos) e dependem muito de inovação, que surge com a utilização de produtos por profissionais de saúde ou mesmo das informações a partir dos resultados com os pacientes.

Tags:

O papel da Anvisa na regulação de Produtos para Saúde

Compartilhe: