CI&T é a parceira estratégica da DASA para transformação digital do seu negócio. A realização de Hackathons para atrair mentes inovadoras e a digitalização da jornada de pacientes estão entre as iniciativas, resultado desse processo de transformação.

DASA

Como parte das iniciativas de acelerar sua transformação digital, a CI&T está apoiando a DASA na realização de Hackathons, com o objetivo de conectar a companhia a um universo de mentes inovadoras, dentro do conceito de open innovation

A DASA, a maior empresa de Medicina Diagnóstica da América Latina e a quarta maior do mundo, mira no crescimento de mercado e selecionou a CI&T como parceira estratégica para acelerar seu processo de transformação digital e tornar-se mais ágil e disruptiva em seu segmento. Seus planos de expandir participação de mercado preveem um importante processo de transformação do negócio como a digitalização da jornada do paciente. A companhia vale US$ 2 bilhões em valores de mercado e atingiu faturamento anual de R$ 3,1 bilhões, reunindo 25 marcas como Alta Excelência Diagnóstica, Delboni Auriemo, Lavoisier, Sérgio Franco e Bronstein.

Atualmente, a DASA oferece 3 mil tipos de exames laboratoriais e diagnósticos por imagem. A companhia entende a importância dos dados de seus pacientes e é transformando seu negócio em um negócio digital que pretende oferecer serviços exclusivos, diferenciando-se do que se vê na área. A expansão da DASA é orgânica, complementada pelas aquisições de empresas do setor. Hoje, detém marcas distintas, presentes em 12 Estados brasileiros e Distrito Federal, e para manter sua posição entre as líderes em medicina diagnóstica do país, reconhece o quão inovadora e ágil precisa ser. A escolha da CI&T contribui para superar os desafios de desconstrução de cultura e processos tradicionalmente manuais, enquanto a DASA ingressa no mundo digital com sucesso.

Como parte das iniciativas de acelerar sua transformação digital, a CI&T está apoiando a DASA na realização de Hackathons, com o objetivo de conectar a companhia a um universo de mentes inovadoras, dentro do conceito de open innovation. O objetivo é reunir profissionais em um formato de maratona de ideias, que possam ser refletidas em melhorias aos serviços e até em novas soluções de saúde à sociedade.

“Hackathons proporcionam a imersão da DASA em um espaço provocativo e inovador, onde os participantes colocam a mão na massa para criar aplicações que resolvam problemas reais na área de medicina diagnóstica. Grandes ideias podem surgir entre os participantes. As melhores, certamente, têm continuidade”, disse Leonardo Mattiazzi, vice-presidente de inovação da CI&T. “A dinâmica também é uma oportunidade para que a DASA identifique novos talentos, motivados a abraçar a estratégia de crescimento rápido da companhia e a missão de construir soluções completas, combinando diversas competências, num processo contínuo de desenvolvimento e colaboração entre equipes”, completou Mattiazzi.

O primeiro Hackathon da DASA, chamado HackaHealth, já foi sucesso de procura e registrou mais de 150 inscrições. O evento aconteceu há dois meses, na sede da companhia em Barueri, São Paulo. Voltado para a comunidade de desenvolvedores e especialistas em Java, o HackaHealth tem como propósito conectar a DASA com pessoas inspiradas em inovar, trocar experiências e aprender. A maratona de desafios começa logo cedo e se estende ao longo de todo o dia. Os participantes que mais se destacam são reconhecidos com uma premiação e podem ter a chance de fazer parte do time da DASA. De acordo com a CI&T, em média, 99% dos participantes dos Hackathons planejados pela companhia atribuem nota 9 ou 10 para a experiência e o desejo de participar de uma outra edição. O próximo HackaHealth da DASA acontecerá no dia 27 de maio, no escritório da CI&T em São Paulo, com um novo desafio técnico em Java. É possível acompanhar como foi a última edição aqui.

Tags:

Dasa, Hackathons, negócio digital

Compartilhe: