GeraldoLustosa

Laboratório Geraldo Lustosa / Crédito: Pedro Vilela.

Ao escolher uma profissão na área da saúde, normalmente as primeiras opções que surgem à mente são as especialidades de Medicina, Enfermagem ou Farmácia. Há, porém, muitas outras atividades essenciais nessa área, que oferecem boas oportunidades de emprego, como: radiologia, hemoterapia, podologia, massoterapia, agente comunitário de saúde, ótica, optometria, segurança do trabalho, nutrição, estética, entre outros.

Um dos cursos pouco procurados e com boa demanda no mercado, por exemplo, são os técnicos em Análises Clínicas (ou Patologia Clínica), que preparam o profissional para diagnosticar os mais variados tipos de doenças, a partir de análises minuciosas dentro do laboratório. O técnico em patologia clínica também pode ser responsável pela coleta de material biológico no momento do exame, tomando todos os cuidados na fase pré-analítica para possibilitar maior segurança nos procedimentos.

Com 23 unidades na região metropolitana de Belo Horizonte, o laboratório Geraldo Lustosa é uma das empresas que contrata o profissional e possibilita que ele invista em seu próprio crescimento. Dos 300 colaboradores da empresa, 165 são técnicos em patologia clínica e atuam em diversos setores dentro das unidades.

O laboratório adota um modelo de atendimento diferenciado, no qual o paciente é acolhido por um profissional técnico desde a recepção do pedido até a coleta do material biológico. Isso possibilita uma atenção maior às necessidades do paciente e auxilia na leitura dos pedidos médicos recebidos, já que são realizados por uma equipe devidamente especializada. “Tais metodologias qualificam todo o processo pré-analítico e colaboram para a confiabilidade nos resultados entregues”, destaca diretora técnica do Lustosa, a médica patologista clínica Luisane Vieira.

A coordenadora de RH do Lustosa, Carolina Rodrigues, destaca que muitos profissionais são selecionados por meio do programa de estágio. Após esta primeira etapa, o estagiário que se encaixa no perfil da empresa pode ser promovido a Auxiliar de Atendimento e Coleta. Sua trajetória pode ainda ter promoções para o cargo de Técnico Atendente Coletor ou até a Líder de Atendimento e Coleta. “Os líderes das unidades fazem todo o trabalho de supervisão, gestão de pessoas e processos. Além disso, temos profissionais com formação técnica em Análises Clínicas no SIC (Setor de Informação ao Cliente), no atendimento domiciliar e no setor técnico efetivamente, com o processamento e a análise dos exames”, explica Carolina.

GeraldoLustosa2

Para fidelizar o profissional, o Lustosa investe fortemente em treinamentos internos e realiza um projeto de banco de talentos, no qual os profissionais já contratados podem se candidatar às vagas de lideranças.

De acordo com a coordenadora, no laboratório existem profissionais de nível técnico contratados pelo Lustosa que buscaram formação superior almejando oportunidade de crescimento dentro da empresa. Esse foi o caso, por exemplo, da colaboradora Amanda Morais Frade Pedrosa, que entrou como técnica de laboratório em 2013, chegando a líder da unidade em 2016 e, após concluir o curso superior de Farmácia Bioquímica, assumiu a coordenação de três unidades de atendimento.

“O curso técnico ajudou muito na prática. Mas, como líder de unidade, tive que lidar também com a área de gestão, o que me faz aprender mais a cada dia. Ainda enxergo muitas oportunidades de crescimento aqui dentro e temos muito suporte para que isso aconteça”, concluiu a colaboradora Amanda, de apenas 27 anos.

Para fidelizar o profissional, o Lustosa investe fortemente em treinamentos internos e realiza um projeto de banco de talentos, no qual os profissionais já contratados podem se candidatar às vagas de lideranças. “Nesse projeto, recebemos inscrições dos interessados a exercerem o cargo de liderança. Os profissionais são avaliados do ponto de vista comportamental e técnico e recebem um feedback do seu perfil para facilitar no desenvolvimento de suas competências. Por fim, passam por um programa de treinamento, no intuito de auxiliar sua adaptação no novo cargo a ser exercido” conta Carolina.  Isso proporciona um baixo percentual de turnover e um enraizamento maior da cultura institucional nos profissionais.

Tags:

Laboratório Geraldo Lustosa, técnicos em Análises Clínicas

Compartilhe: