ABHH levanta a necessidade de se doar sangue em meio às festividades de final de ano, quando a necessidade de doações aumenta, porém o número de doadores diminui

A doação de sangue deve ser realizada com intervalo mínimo de 60 dias para homens e 90 dias para as mulheres

Com a proximidade do Dia Nacional do Doador de Sangue, comemorado em 25 de novembro, a Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular (ABHH) chama a atenção da população brasileira para a importância da doação de sangue regular e voluntária no País, como forma de salvar e garantir a manutenção da vida de pessoas que necessitam de transfusões contínuas.

O índice de doação de sangue tende a cair expressivamente no fim do ano. A necessidade de transfusões torna-se maior por conta do aumento no número de acidentes, porém o número de doadores é menor, já que muitos utilizam os feriados e folgas para viajar e aproveitar o período de festas.

“Por esse motivo, é extremamente necessário conscientizar a população para a opção de doar periodicamente e não somente em situações de urgência ou emergência. Infelizmente, ainda não se estabeleceu, no Brasil, a cultura de doação de sangue, e o número de doadores (1,8%), por mais que esteja dentro dos parâmetros, ainda não alcança a média de 3% estabelecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS)”, aponta Dimas Tadeu Covas, presidente da ABHH.

Requisitos

Ele explica que a doação de sangue deve ser realizada com intervalo mínimo de 60 dias para homens e 90 dias para as mulheres. Assim, é possível doar sangue até quatro vezes por ano para os homens e três para as mulheres. Os intervalos são diferentes devido à reposição dos estoques de ferro, que nas mulheres é mais demorada por conta das perdas durante os ciclos menstruais.

Pessoas saudáveis, com idade entre 16 e 69 anos e peso acima de 50 quilos podem doar sangue, basta comparecer a um posto munido de documento original com foto. “Para doar, é necessário estar descansado e não ter praticado atividades físicas intensas pelo menos cinco horas antes. Em relação à alimentação, é preciso estar bem nutrido, com refeições leves e sem gordura. Além disso, é proibido o consumo de bebidas alcoólicas até 24 horas antes da doação”, pontua o presidente.

Incentivo à doação nas redes sociais

O sangue é insubstituível. Até hoje não foi possível criar em laboratório nenhum tipo de medicamento ou substância que seja capaz de fazer suas funções e a única forma de obtê-lo é por meio da doação. Doar é um ato altruísta que não afeta a saúde e ainda pode salvar vidas.

Dessa forma, durante toda a semana, a ABHH fará uma série de publicações especiais em suas redes sociais para incentivar a doação de sangue. Dicas, mitos e verdades e informações relevantes serão disseminadas por meio da hashtag #doesangueABHH.

Tags:

ABHH, doação de sangue

Compartilhe: