Sistema TEMPO, da bioMérieux, beneficia a indústria alimentar ao oferecer resultados em até 24 horas, ante 5 dias dos métodos tradicionais

biomerieux

O Sistema TEMPO informa, em até 24 horas, os resultados dos principais indicadores de qualidade

Na cadeia de produção de alimentos podem ocorrer contaminações por microrganismos ao longo de todas as etapas do processo, seja na recepção de matérias primas, no armazenamento, na preparação e no produto oferecido ao consumidor. A indústria de alimentos e a cadeia de distribuição direta devem garantir o que os alimentos fornecidos apresentem qualidade higiênica e segurança microbiológica, o que implica que os produtos produzidos para a comercialização devem estar isentos de microrganismos deteriorantes e patogênicos, garantindo a qualidade do produto e segurança da saúde do consumidor. A enumeração da flora microbiana dos produtos alimentícios indica a qualidade microbiológica de todo o processo de produção e do produto final.

Ao analisar os perigos potenciais à saúde dos consumidores, é possível determinar medidas preventivas para controlar esses perigos por meio de pontos críticos de controle, e definir as ações a tomar, como determina o sistema de gestão alimentar Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (APPCC), ou em inglês Hazard Analysis and Critical Control Point (HACCP). Mantendo estes pontos sob controle, garante-se a conformidade dos produtos produzidos e fornecidos. Por isso, quanto mais ágeis e precisos forem os resultados de análises microbiológicas, mais rápidas são tomadas as ações corretivas necessárias.

Com a finalidade de agilizar com eficiência as demandas dos laboratórios de microbiologia de alimentos, a bioMérieux, empresa francesa líder mundial em diagnóstico in vitro, oferece no Brasil o Sistema TEMPO, que informa, em até 24 horas, os resultados dos principais indicadores de qualidade como: Contagem total, coliformes, E. coli, S. aureus, Enterobacteriaceae, além da enumeração do grupo Bacillus cereus em apenas 22 horas, bolores e Leveduras em até 72 horas.

O fluxo de trabalho inclui apenas quatro etapas: preparo das amostras, diluição e inoculação na estação de preparo, incubação, e leitura e interpretação dos dados na estação de leitura TEMPO. O sistema é totalmente automatizado, garantindo a rastreabilidade total dos processos, além de melhorar a produtividade do laboratório, auxiliando na redução de custos operacionais, na padronização de processos e garantir a qualidade e segurança dos resultados.

Entre as empresas no Brasil que já utilizam o Sistema TEMPO, da bioMérieux, está o Grupo Mattos & Mattos em Niterói (RJ), um laboratório especializado que atua, entre outros segmentos, em segurança de alimentos. Para a Gerente Técnica Vera Santos, o sistema apresenta inúmeras vantagens: “O fluxo de trabalho é muito simples e prático, o equipamento requer pouco espaço no laboratório e os reagentes são prontos para o uso, o que dispensa a preparação de meios de cultura e diluentes, utilização de tubos e placas. Além disso, a automação total reduz muitas etapas manuais, evitando, dessa forma, erros operacionais”, diz a especialista.

“A possibilidade de liberação de resultados em 24 horas foi um enorme diferencial competitivo para nós, pois possibilitou indicar pontos críticos de higiene para clientes como restaurantes, que estão sujeitos a fiscalizações diárias pela Vigilância Sanitária, evitando multas e assegurando a qualidade dos alimentos oferecidos aos seus consumidores”, reforça Carmen Mattos, Diretora do Grupo Mattos & Mattos.

Tags:

análises microbiológicas, indústria de alimentos, Sistema TEMPO

Compartilhe: